Para equilibrar a vida profissional e pessoal é preciso saber balancear as responsabilidades do trabalho com a necessidade de passar tempo com a família e se dedicar a tarefas prazerosas.

A rotina agitada de executivos, empresários e gerentes demanda importantes responsabilidades, alta produtividade e a obrigação de estar sempre conectado ao trabalho. Muitas vezes, pensar em férias ou finais de semana livres com a família ou dedicados apenas a momentos de lazer é algo impraticável.

No entanto, a falta de equilíbrio entre vida profissional e vida pessoal pode ocasionar conflitos familiares e, até mesmo, problemas de saúde. Pensando nisso, apontamos neste post alguns sinais para quem não está conseguindo equilibrar trabalho e vida pessoal. Preparamos, também, 6 dicas infalíveis para você ter mais tempo livre com a família. Siga a leitura e confira!

10 sinais de que você não está conseguindo conciliar vida profissional com vida pessoal

A dificuldade em se estabelecer um limite entre até onde vai o trabalho e em que ponto começa a vida pessoal pode trazer grandes prejuízos aos trabalhadores. Confira 10 sinais de que você está trabalhando demais:

  • você está fazendo muitas horas extras por semana;
  • passa poucas horas do dia com a sua família;
  • vive estressado e exausto;
  • você acha que tudo vai “desandar” no escritório se você não estiver presente;
  • você faz tudo sozinho;
  • você só consegue falar de trabalho;
  • você não consegue “se desligar da tomada” e está sempre pensando em trabalho;
  • acha estranho tirar uma folga ou um tempo para relaxar;
  • não consegue viver o presente — só pensa em coisas passadas ou em objetivos que pretende atingir no futuro;
  • você falta a compromissos sociais e familiares com frequência.

6 dicas para conciliar o trabalho com a sua vida pessoal

A atual competitividade no mercado de trabalho exige que os gestores sejam cada vez mais dedicados, produtivos e proativos. Entretanto, é preciso balancear as responsabilidades profissionais com a necessidade de passar tempo com a família e se dedicar a tarefas prazerosas. Confira, abaixo, 6 dicas valiosas para contornar esse dilema:

1. Estabeleça prioridades

O primeiro — e talvez mais relevante — passo para conciliar vida profissional com vida pessoal é parar de imaginar que você faz parte de duas dimensões separadas.

Em outras palavras, qualquer escolha que fizer trará impactos de um ou de outro lado, por isso, você deve tomar decisões e ordenar prioridades levando em consideração o que é mais importante no momento.

Retire o sentido de urgência de tudo o que faz. Sabe aquela reunião inadiável com um fornecedor? Será que é tão inadiável a ponto de fazer você perder a apresentação do dia dos pais do seu filho na escola?

Todas as nossas escolhas têm prós e contras, mas quando se trata de deixar de lado os amigos e a família e mergulhar de cabeça no trabalho, isso, certamente, trará frustrações que, em longo prazo, poderão não ser superadas.

2. Faça um planejamento

A desorganização é o gatilho para que as coisas deem errado no seu dia a dia. Quando você não estipula prioridades, procrastina uma tarefa urgente ou marca mais compromissos do que dá conta, acaba jogando uma demanda para frente e usando seu tempo livre para trabalhar.

Por isso, por mais tentador que seja dar o máximo de si pela empresa, não faça isso sem ter o mínimo de planejamento da sua rotina. Há inúmeras ferramentas que poderão ajudar você nessa missão: aplicativos de celular, softwares de gerenciamento ou a boa e velha agenda de papel. Planeje-se diariamente de forma realista e sempre inclua atividades com seus familiares.

3. Esqueça a perfeição

O perfeccionismo saudável fará com que você trabalhe com esforço e dedicação para atingir os melhores resultados. No entanto, quando a busca incessante pela perfeição ultrapassa certos limites, ela pode esconder alguns sentimentos prejudiciais, como a rejeição ao fracasso e a ideia de que nada que você faça é bom o bastante.

Além disso, como os perfeccionistas exigem altíssimo padrão em tudo o que fazem, acabam por postergar suas tarefas e desempenhá-las de forma ineficiente. Assim, sempre acumulam trabalho e não se permitem relaxar — esse ciclo vicioso poderá fazer com que tenha a sensação de que nada que você faça esteja rendendo.

Para evitar esse tipo de armadilha, permita-se desempenhar suas atribuições com diligência e excelência, mas esqueça a perfeição ou correrá o risco de se sentir ineficiente e frustrado por viver sobrecarregado com o trabalho.

4. Saiba dizer não

No ambiente de trabalho, dizer “não” é algo extremamente difícil, sobretudo se você se sente inseguro em perder o emprego ou ser substituído na posição que ocupa. Entretanto, o simples fato de aceitar tudo, sem questionar, geralmente, vem acompanhado de insatisfação e angústia.

Com isso, a sobrecarga de trabalho fará com que você se torne uma pessoa irritada e com pouca energia para se dedicar a sua vida pessoal.

Fora isso, quando você diz “sim” para tudo, acaba não analisando se o que foi demandado é o melhor caminho esforço x retorno dessa tarefa — muitas vezes, a escolha de outro método para resolver a demanda seria mais eficiente e lhe proporcionaria mais momentos de descanso.

5. Aprenda a delegar tarefas

Quando o gestor está muito empenhado em algum projeto, a tendência é que queira “abraçar o mundo com as mãos”. No entanto, esse é um erro fatal, que além de impedir resultados mais promissores, sobrecarrega o gerente com funções triviais, que poderiam ser realizadas por outros colaboradores.

Entre tantas atividades desenvolvidas pelo administrador em sua rotina diária, a delegação é uma das mais importantes porque permite que ele trabalhe menos, mas de forma mais eficiente e focada naquilo que realmente importa: pontos estratégicos de sua função.

Assim, delegar tarefas aumentará sua disponibilidade tanto para avaliar o potencial de sua equipe, como para se dedicar aos seus amigos e à sua família.

6. Deixe o trabalho no trabalho

Seria utopia pensar que é possível esquecer completamente assuntos relacionados ao trabalho quando você estiver em casa ou passeando com seus filhos — sempre surgirão preocupações ou e-mails urgentes para responder. Mas é preciso impor limites para que isso não consuma a sua energia e a sua saúde mental.

Por isso, uma dica fundamental para evitar que assuntos profissionais absorvam seus finais de semana é reservar um horário específico de sua agenda para eles. Precisa atender ligações ou responder e-mails? Então, faça isso no sábado de manhã e se permita ficar longe de seu celular o restante do dia!

Uma pesquisa realizada pela NPR  — National Public Radio  —, em parceria com a Escola de Saúde Pública de Harvard e a Fundação Robert Wood Johnson, revelou que o motivo de estresse de 54% dos candidatos entrevistados está relacionado ao fato de terem muitas responsabilidades e 53% indicou que essa exaustão está ligada ao trabalho.

A pesquisa citada foi realizada em 2014 e coletou informações de 2.505 candidatos. O foco central do estudo foi identificar as fontes de estresse mais comuns entre os entrevistados, bem como levantar formas com que as pessoas lidam com esses momentos de tensão.

Embora preocupantes, os resultados nos alertam que o equilíbrio entre as diferentes esferas de nossa vida é imprescindível para vivermos de forma mais saudável, feliz e plena.

Esperamos que essas dicas tenham auxiliado você na difícil missão que é estar em dia com a vida profissional sem deixar a sua vida pessoal de lado! Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos no Facebook e LinkedIn — é provável que eles também gostarão desses toques!

Escreva um comentário