O grande objetivo de qualquer investimento é o retorno financeiro que ele pode proporcionar. Seja uma aplicação no mercado financeiro ou uma melhoria operacional, é fundamental que os indicadores corretos sejam empregados na hora de avaliar seus resultados.

Na gestão empresarial, um dos indicadores mais importantes que devem ser dominados pelo gestor é o ROI (Return on Investment, em inglês). Ele permite visualizar de maneira clara os reais rendimentos de qualquer tipo de investimento, o que ajuda a orientar as decisões financeiras tomadas pela companhia.

Continue a leitura para entender melhor o que é e como medir o ROI dos investimentos da sua empresa!

Saiba o que é ROI

Assim como o próprio nome sugere, o objetivo do ROI é identificar o retorno financeiro associado a determinado investimento. Seus parâmetros possibilitam ainda que a análise seja feita por períodos de tempo, permitindo que o gestor trabalhe com dados mais detalhados e precisos.

Além de adequar as metas e resultados para um cenário mais realista, esses dados permitem estipular prazos que as iniciativas passem a gerar retorno. O cálculo do ROI também pode ser feito até mesmo antes de se efetivar um investimento, já que ele permite antecipar os resultados e avaliar a viabilidade de qualquer negócio.

Aplicando o ROI de maneira correta, é possível descobrir quais investimentos têm trazido o resultado esperado e quais não têm tido um bom desempenho. Dessa forma, fica mais fácil concentrar os esforços apenas nos negócios que trazem reais benefícios para a sua empresa,

Entenda como o ROI é calculado

Para descobrir o retorno de um investimento por meio do ROI, basta subtrair o valor dos ganhos obtidos pelo montante aplicado. O resultado obtido é, então, dividido pelo valor investido novamente. A fórmula fica assim:

ROI = (Ganho obtido – Valor do investimento inicial) / Valor do investimento inicial

Como esse índice costuma ser expresso em porcentagem, será preciso multiplicar o resultado obtido por 100.

Vamos visualizar um exemplo prático: se pensarmos em um investimento no valor de R$ 75 mil que resultou em ganhos de R$ 300 mil, chegaremos a um resultado de 3. Multiplicando por 100, o ROI dessa operação seria de 300%.

É importante ressaltar que não existe um índice ideal para esse parâmetro, uma vez que os objetivos de cada investimento, e até mesmo de cada organização, são diferentes. Isso faz com que seja necessário desenvolver um bom planejamento financeiro para determinar os valores adequados para cada caso.

O cálculo do ROI parece uma tarefa simples, não é mesmo? No entanto, existem muitos fatores que podem influenciar diretamente nessa conta. É preciso considerá-los para que os resultados obtidos representem de maneira precisa a real situação dos seus investimentos.

Aplique o cálculo do ROI na sua frota de veículos

A gestão dos custos da frota de veículos de uma empresa é um dos maiores desafios de qualquer gestor. Afinal, são diversos os custos associados a esse recurso tão importante.

Vamos ver agora as principais variáveis que devem ser consideradas no cálculo do ROI de uma frota de veículos.

Combustível

Se a visita ao posto de gasolina não anda nada barata para quem precisa abastecer o seu veículo pessoal, imagine então esse custo multiplicado por toda uma frota. O impacto do combustível no caixa da empresa costuma ser significativo, por isso, deve ser considerado no cálculo do ROI.

Muitas vezes, pode ser necessário promover uma redução no consumo dos seus veículos para alcançar os números ideais. Uma boa dica para diminuir esse custo é otimizar as rotas, reduzir os limites de velocidade e orientar os motoristas para uma direção mais segura e econômica.

Manutenção

Os valores gastos na oficina mecânica, ainda que sejam esporádicos, também merecem a atenção na hora do cálculo do ROI.

A manutenção preventiva, mais barata e segura, é a mais indicada para quem busca manter esses custos sob controle. Isso porque os recursos destinados a esse fim podem ser definidos de antemão, facilitando a administração dos custos.

Mesmo assim, nós sabemos que é praticamente inevitável que, vez ou outra, nos deparemos com a necessidade de uma intervenção corretiva nos veículos da frota. Portanto, é importante estar com o caixa da empresa preparado para lidar com esse tipo de situação — além considerar a despesa no cálculo do ROI.

Taxas e impostos

Para rodar de maneira regular, todo veículo precisa ter seu licenciamento e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) pagos em dia. Além desses, o seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) também é de pagamento obrigatório.

Essas são despesas que costumam pesar bastante no orçamento das empresas que possuem uma frota própria. Na hora de considerá-las no cálculo do retorno, lembre-se de somar também os custos ocasionais, como pedágio, estacionamento e seguro opcional, por exemplo.

Saiba como medir o ROI nas operações de terceirização

Existem diversos setores de uma empresa que podem ser terceirizados. Essa é uma medida que aumenta a eficiência e reduz os custos das operações.

A terceirização, portanto, pode ser considerada como um excelente investimento para muitos negócios. Sendo assim, é possível aplicar os conceitos do ROI para descobrir exatamente o retorno que essas operações representam.

Aliás, quando uma empresa opta pela terceirização de um serviço, o cálculo do ROI se torna uma tarefa muito mais simples. Isso porque a gestão financeira nesse tipo de operação é simplificada, já que, na maioria dos casos, os custos variáveis se tornam responsabilidade da terceirizadora.

Seja na área da limpeza, segurança, alimentação ou atendimento, entre muitas outras, a terceirização pode oferecer soluções que tornam o dia a dia dos gestores muito mais fácil — até mesmo na hora de calcular os lucros.

Para descobrir a economia que o serviço de terceirização pode gerar para sua empresa, basta utilizar a fórmula que vimos anteriormente. Basta considerar como lucro obtido a diferença entre os gastos de quando a gestão do serviço era própria e depois que se tornou terceirizado.

Você vai ver como a terceirização reduz os custos e torna a administração da sua empresa muito mais fácil!

Agora que você já sabe como medir o ROI dos seus investimentos, que tal conhecer as melhores soluções em aluguel de carros para empresas? Entre em contato conosco agora mesmo e conheça nossos serviços!

Escreva um comentário