Estar por dentro de todos os processos em desenvolvimento em uma empresa é uma das principais responsabilidades de todo gestor. Afinal, suas ações refletem diretamente nos resultados do negócio e podem contribuir para a geração ou não de lucros no dia a dia.

Para que a empresa alcance um bom desempenho, estar atento aos números e investir seu capital de maneira acertada também é essencial. É nessa hora que entra o custo de oportunidade, que vai ajudar você a fazer um estudo de viabilidade de investimento e a saber se vale ou não a pena investir em um negócio.

Mas você sabe o que é custo de oportunidade e quais são seus principais conceitos e processos? No post de hoje, vamos mostrar as principais informações sobre assunto e ajudar você a entender como ele é importante para sua empresa. Continue a leitura para conferir!

O que é custo de oportunidade?

Conhecido também como custo alternativo, o custo de oportunidade é um conceito usado para definir o que foi deixado de lado no momento em que uma determinada decisão foi tomada. Pode parecer um termo complicado, mas é mais simples do que parece.

Imagine que você vai investir o dinheiro de sua empresa na compra de um carro corporativo, em vez de contratar o serviço de uma locadora de veículos. Ao fazer essa escolha, é possível definir o custo da oportunidade que foi deixada de lado, ou seja, os possíveis benefícios que não foram alcançados pelo fato de você escolher o carro corporativo e não a locação veicular.

Se você percebeu que os gastos com um novo automóvel serão muito mais altos para sua empresa do que as despesas com locação, teremos aqui o custo de oportunidade – o que não significa necessariamente um prejuízo para o negócio, mas um potencial que deixou de ser explorado para valorizar o dinheiro de seu investimento.

Este conceito pode ser aplicado não apenas em situações da rotina corporativa, mas também em decisões de gastos pessoais. Por exemplo, ao escolher usar seu dinheiro guardado para viajar, você abre mão de fazer um investimento com o capital e deixa de aproveitar os benefícios que isso poderia trazer.

Em suma, podemos dizer que o custo de oportunidade se refere a uma vantagem que deixou de ser aproveitado quando você faz uma escolha. Como fazer bons investimentos é imprescindível para sua empresa, é muito importante pensar no custo de oportunidade como uma forma de saber as vantagens e desvantagens de suas escolhas.

Quais são os tipos de custo de oportunidade?

Muita gente não sabe, mas existem quatro tipos de custo de oportunidade que envolvem diferentes aspectos ao tomar uma decisão. Por isso, é muito importante ficar atento e conhecer tudo sobre eles. Veja quais são estes custos abaixo!

Custo de oportunidade escondido

Como o próprio nome já diz, o custo de oportunidade escondido é aquele que não está exposto ao tomar uma decisão, mas sim, camuflado. Isso quer dizer que não é possível saber o que será perdido ao fazer uma escolha e, com isso, o custo não pode ser calculado.

Na maioria dos casos, o cálculo de todo o custo envolvido e dos ganhos da operação é muito fácil de ser feito. No entanto, alguns valores podem estar incorporados a determinadas operações e acabam sendo somados automaticamente no investimento, não sendo possível calculá-los – o que seria o custo escondido.

Custo de oportunidade aberto

Ao contrário do escondido, o custo de oportunidade aberto não leva em consideração o conceito de camuflagem ou do embutimento automático de valores em uma operação.

Custo de oportunidade contábil

Podendo ser usados de forma muito diversificada, os custos de oportunidade contábeis estão relacionados ao levantamento e à seleção de todas as operações financeiras e econômicas da empresa, o que envolve os custos abertos e escondidos. Assim, é possível descobrir tudo o deixou de ser aproveitado ao investir dinheiro em uma escolha em detrimento de outra.

A partir dessas informações, você será capaz de elaborar relatórios muito mais objetivos e relevantes, que serão de grande importância na hora de demonstrar os resultados do negócio.

Custo de oportunidade ambiental

Neste caso, o custo é baseado no valor máximo que poderá ser alcançado ao aproveitar algum tipo de recurso natural.

Por exemplo, se uma empresa agrícola deixa de desmatar uma reserva de preservação ambiental, ela agirá de forma sustentável, mas seu custo ambiental será o que ela deixou de ganhar com a atividade que não foi feita no local.

Quais são as diferenças entre custo econômico e custo contábil?

Na economia, existem dois tipos de custos que devem ser levados em consideração: o custo contábil e o custo econômico. O primeiro custo diz respeito a todo o dinheiro gasto em uma determinada transação, ou seja, é o custo real de gastos e engloba todas as despesas financeiras.

Já o segundo custo, o econômico, representa todos os custos de uma escolha somando o custo contábil e o de oportunidade. Isso quer dizer que, neste custo, você vai precisar avaliar a quantia de dinheiro que será gasta e também as implicações de sua escolha, já que as vantagens da segunda oportunidade não serão aproveitadas.

Quais são os benefícios que poderiam ser obtidos com o aluguel de veículos?

Como você viu até aqui, calcular o custo de oportunidade significa pensar em todos os prós e contras de uma operação. No que diz respeito à rotina corporativa, esse cálculo pode ser essencial, já que uma escolha errada pode trazer consequências sérias e causar perdas significativas para o negócio.

Lembra quando apresentamos o exemplo de custo de oportunidade ao escolher a compra de um veículo corporativo em vez de alugar um carro? As consequências poderão ser reais dependendo das necessidades da sua empresa!

Por isso, aqui separamos o custo de oportunidade ao não escolher a locação de veículos:

  • substituição de carros ou da frota de forma periódica;

  • redução de investimento em ativos fixos, o que ajuda a aliviar o fluxo de caixa de sua empresa;

  • veículos reservas sempre à disposição, caso algum carro tenha problemas;

  • eliminação das perdas causadas pela depreciação de veículos próprios;

  • carros novos e adequados para cada tipo de serviço.

Enfim, podemos dizer que utilizar o custo de oportunidade no planejamento de seu negócio e conhecer todos os prós e contras antes de tomar uma decisão pode fazer toda a diferença para uma maior competitividade no mercado e maiores lucros no futuro. É isso que queremos, não é mesmo?

Se você gostou deste post e acha que ele vai ser útil para sua empresa, aproveite sua visita em nosso blog e confira o conteúdo “KPIs de custos: por que você deveria acompanhar indicadores?”!

 

 

Escreva um comentário