Gestores que exercem a liderança empresarial estão sempre em busca das melhores soluções para a empresa, não é mesmo? Afinal, quem não deseja ver seu próprio negócio crescer ou o pelo qual é responsável?

Nesse contexto, surge a importância da escalabilidade. A partir dela é possível estruturar o crescimento de uma empresa. Se feita de maneira correta, é possível crescer sem cometer erros.

Levando isso em consideração, preparamos este post. Ao longo dele, você encontrará dicas sobre como escalar, obter receitas e reduzir custos. Confira:

Como escalar de forma correta?

Antes de mais nada, é preciso explicar esse conceito. Escalabilidade nada mais é do que a capacidade de replicar o modelo de seu negócio visando o crescimento.

Para exemplificar: se você vende maçãs e pretende escalar essa atividade, conseguirá vendê-las em maiores quantidades, em diferentes lugares e para públicos distintos. A ideia é que você não encontre mais dificuldades para vender maçãs, independentemente de fatores externos — você replicou sua atividade e pode exercê-la continuamente, em larga escala.

No entanto, para escalar corretamente, é necessário entender que a centralização da gestão nem sempre é bem-vinda. Por mais que você entenda tudo a respeito de seu empreendimento, não seria mais proveitoso contar com os conselhos de alguém especializado em finanças para definir os KPIs de custos, por exemplo?

Para tornar um negócio escalável, indicadores e processos precisam estar bem definidos e devem ser seguidos à risca pelos colaboradores. Isso só acontecerá de modo efetivo a partir da descentralização da gestão e do estabelecimento de algumas regras a serem seguidas.

No entanto, essa padronização também exige alguns cuidados. De acordo com esta matéria publicada pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, “gosta-se tanto da brincadeira de estabelecer regras que se exagera e se cria uma burocracia (…) Burocracia torna a empresa lenta, aumenta a tensão entre indivíduos e a percepção de desconfiança vai a níveis patológicos“.

Tenha em mente que uma companhia escalável é reconhecida como tal pelos seguintes aspectos:

  • Opera com baixo custo;
  • Tem pouco gasto com funcionários e/ou estoque;
  • É capaz de testar processos, corrigindo as falhas e replicando os métodos que funcionaram.

Como obter receita ao escalar o negócio?

Agora que você já sabe como tornar seu negócio escalável, algumas questões ainda persistem: como obter receita dessa maneira? Com quais recursos viabilizar a expansão da empresa?

O primeiro passo é recusar ofertas de crédito maiores do que o necessário. Reflita brevemente: qual é a real necessidade de aceitar um empréstimo mais generoso, sendo que os juros e outros encargos tendem a ser mais altos nesses casos?

Além disso, tente entender a fundo o que seus concorrentes fazem. Sem um estudo do mercado aprofundado, existe a chance de que todas as suas ideias de escalabilidade sejam em vão. Pouco vale ter um ótimo gestor financeiro ou contar com talentos extremamente capacitados se o negócio não se insere no contexto atual do segmento.

Outra dica para que as receitas entrem rapidamente e permitam que sua empresa trabalhe com o método escalável é a presença de um código de cultura — é muito importante que boa parte dele seja voltada ao aprendizado dos colaboradores.

Afinal, se você quer produzir mais e com maior agilidade, é fundamental que os funcionários compreendam plenamente os processos. Lembre-se de que um pouco de autonomia também é útil para evitar gargalos e empecilhos.

Onde investir o capital para reduzir custos?

Reduzir custos não é algo que acontece do dia para a noite, concorda? Para gerar uma redução nesse sentido e operar de forma escalável, é necessário investir capital em alguns setores da empresa.

A adoção de tecnologias e ferramentas automatizadas pode ser decisiva em relação a essa meta. Se você pode otimizar os processos por meio da automação, por qual motivo manter uma operação lenta e manual?

Outra medida indicada para escalar corretamente é a terceirização. A frota de sua empresa, por exemplo, pode ser alugada. Assim, é possível trabalhar sob demanda, sem a necessidade de lidar com todos os custos relacionados aos veículos.

Esse raciocínio também se aplica a outros setores do empreendimento, como limpeza, TI, recursos humanos e assim por diante.

Ferramentas como a WebCorp são excelentes para essa finalidade. Ela facilita a reserva dos carros e auxilia no gerenciamento dos aluguéis que você faz, auxiliando no controle e também no acompanhamento de alguns indicadores ligados à frota — tudo online e a partir de alguns cliques, apenas.

Desse modo, é possível economizar e administrar melhor os carros utilizados.

Ainda nesse âmbito, é imprescindível que as automatizações ajudem a obter uma visão panorâmica sobre os custos da empresa. Portanto, prefira alternativas que ofereçam relatórios gerenciais.

Esses documentos apresentam, de forma simplificada, dados e informações bastante úteis para os gestores. Em poucos minutos é possível identificar gastos que estavam previstos, custos adicionais e outros indicadores relevantes.

O que fazer para não ignorar a escalabilidade do atendimento ao cliente?

Para expandir o nome de sua empresa, também é preciso escalar o atendimento ao cliente, já que ele é a razão principal para que seu negócio continue existindo.

Ao terceirizar serviços como a gestão de uma frota por meio do aluguel de carros, seus funcionários terão a autonomia necessária para concentrarem seus esforços no relacionamento com seus clientes.

Aplicar o conceito de escalabilidade ao atender os consumidores é o mesmo que proporcionar a eles uma experiência única. Um pós-venda ruim, por exemplo, pode ser traduzido como uma oportunidade de venda jogada fora. Assim sendo, justifique a qualidade de seu produto ou serviço com um atendimento impecável.

Ao interagir com eles, aplique procedimentos bastante claros e definidos. Tenha certeza de que a comunicação com a clientela está evoluindo ao mesmo tempo que as outras áreas da empresa.

Para isso, jamais deixe de resolver os problemas ou as insatisfações deles, por menos escaláveis que esses atendimentos possam ser, ok? Tenha jogo de cintura e peça desculpas por eventuais transtornos causados.

Enfim, a escalabilidade é um método que pode fazer sua empresa crescer com agilidade. Ainda assim, ela requer algumas medidas para ser efetiva. Portanto, tome os cuidados necessários tanto nas finanças quanto na gestão.

E aí, gostou do post? Então, aproveite para saber como alugar carros de forma simples e sem burocracia utilizando o LOCALIZA FAST!

Escreva um comentário