O gestor financeiro está entre os profissionais mais importantes para qualquer tipo de empresa — especialmente em tempos de instabilidade econômica, quando tomar decisões envolvendo dinheiro se torna uma tarefa ainda mais complicada.

Você sabe quais são as qualidades que esse profissional precisa ter nos dias de hoje para corresponder ao que é esperado e se destacar no mercado de trabalho? Se não, continue a leitura para conhecer as 9 habilidades indispensáveis para um gestor financeiro:

1. Facilidade em trabalhar com números

O instrumento básico de trabalho de um gestor financeiro são os números. É apenas por meio deles que é possível traduzir a movimentação do caixa em resultados concretos e objetivos a serem perseguidos pela empresa.

No dia a dia, os grandes gestores precisam executar diversas operações com precisão e agilidade. Entre elas, podemos citar:

  • amortização;
  • riscos e retornos de investimentos; e
  • cálculos de juros simples e compostos.

Quando realizado de maneira correta, esse trabalho reduz significativamente as chances de perdas nos procedimentos adotados.

Por isso, o domínio sobre as operações de matemática financeira é um atributo essencial para esses profissionais.

2. Planejamento fiscal

Sem dúvida, a correta administração dos impostos e dos tributos é um dos principais desafios da gestão financeira de uma empresa. E essa dificuldade toda não é para menos: o Brasil possui uma diversidade grandes de impostos a serem pagos.

Todo esse cenário exige que o gestor financeiro possua profundo conhecimento sobre a legislação tributária que incide sobre a atividade da empresa. Dessa maneira, é possível elaborar um planejamento adequado para atender às exigências fiscais municipais, estaduais e federais, garantindo que as operações estejam sempre dentro da legalidade.

3. Comunicação eficiente

O trabalho de um gestor financeiro está inserido em um sistema organizacional. Mais do que isso, ele está intimamente interligado aos demais setores, que precisam das suas coordenadas para orientar as tomadas de decisão.

Isso faz com que a comunicação eficaz seja uma habilidade necessária para que o gestor apresente seus resultados de maneira clara e objetiva. Dessa forma, desenvolver um bom relacionamento com os colegas é o primeiro passo para que a comunicação não seja um entrave na atuação do profissional da área de finanças.

4. Conhecimento do cenário econômico

Poucas profissões são tão dinâmicas quanto a de um gestor financeiro. Afinal, na tarefa de administrar os recursos de uma instituição, qualquer alteração no cenário econômico local e mundial pode ter impacto direto nas suas decisões.

Essa característica fica ainda mais evidente em tempos de crise. Nessas situações, o profissional que não adequar sua atuação de acordo com a realidade econômica que o cerca certamente terá dificuldades em atingir os resultados esperados pela empresa.

Tudo isso faz com que a atualização sobre o movimento do mercado financeiro seja essencial.

5. Proatividade

A rotina de um gestor financeiro é bastante atarefada. Isso porque sua atuação deve estar integrada a todos os setores de uma organização, uma vez que todas as decisões refletem diretamente nas finanças do empreendimento.

Dessa forma, aqueles que demonstram proatividade para lidar com essas demandas se destacam em suas carreiras. Ao identificar um problema ou uma oportunidade, esses profissionais buscam, com agilidade, fazer análises, suscitar debates e tomar decisões em busca dos melhores resultados.

Esse atributo permite estar a par de todas as informações necessárias para desenvolver o trabalho de maneira plena, além de demonstrar aos colegas que eles podem contar com sua ajuda para qualquer circunstância.

6. Perfil analítico

Gestores financeiros que possuem um perfil analítico estão entre os mais procurados pelas empresas. Essa característica permite que o profissional enxergue além do que a maioria das pessoas veem — o que permite que ele identifique oportunidades de crescimento nas mais variadas situações.

Essa propriedade também é um diferencial na hora de extrair e interpretar informações, dados de relatórios e balanços gerenciais fornecidos pela empresa. Com esse feeling, o gestor certamente encontrará as melhores soluções para as necessidades do negócio.

7. Comprometimento

Poucos membros de uma equipe possuem mais responsabilidade em mãos do que quem administra as finanças. Sob seu controle está o planejamento que visa assegurar o patrimônio e a lucratividade de uma empresa.

O comprometimento, portanto, precisa ser demonstrado em todas as suas atitudes. Essa qualidade pode ser observada, por exemplo, por meio da transparência e da ética com que ele se relaciona com os seus colegas, da pontualidade, da eficiência e da disciplina que pautam as suas atitudes no meio profissional.

Quando há comprometimento, os resultados aparecem de maneira natural, como fruto de um trabalho bem realizado. Sem falar que essa é uma das qualidades mais apreciadas pela direção de qualquer companhia, que saberá que pode contar com um colaborador focado nos interesses da instituição.

8. Ambição

Se existe um sentimento que serve como motor para o desenvolvimento de qualquer profissional, esse sentimento é a ambição. É claro que estamos falando aqui de uma ambição sadia, que respeita as regras da boa convivência com os demais e não tem por intenção passar alguém para trás.

A ambição que deve fazer parte do perfil de um gestor financeiro está relacionada com a motivação e com o desejo de crescimento junto com a empresa. A constante busca por conhecimento também faz parte desse atributo, fazendo com que o gestor financeiro precise se manter sempre atualizado e preparado para as oportunidades que forem conquistadas.

9. Espírito de liderança

A palavra de um gestor financeiro tem peso vital nos processos de tomada de decisão. Por isso, o espírito de liderança é fundamental para que suas determinações sejam transmitidas de maneira clara e objetiva, buscando minimizar qualquer tipo de conflito.

Quando a equipe ao redor do gestor sente essa qualidade, fica muito mais fácil desenvolver um time forte e harmonioso. Com isso, a empresa ganha em produtividade, e o gestor se torna reconhecido pelos bons resultados que atinge.

E você, se identificou com essas habilidades indispensáveis para qualquer gestor financeiro? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e mostre que você está preparado para os desafios da sua profissão!

Saiba mais sobre a atuação do gestor financeiro

O gestor financeiro possui um papel fundamental na companhia: ele é quem realiza o planejamento das finanças, gerencia a equipe do setor financeiro e administra os recursos do departamento.

O profissional ainda é responsável pela prestação de contas à diretoria e participa de diversos processos de tomada de decisões.

Entenda algumas das funções atribuídas ao gestor financeiro:

Planejamento financeiro

Uma das principais atribuições do gestor financeiro é organizar, captar e aplicar recursos da companhia. Para isso, ele também deve analisar demonstrativos contábeis e crédito da empresa, além de avaliar a manutenção do estoque, fluxo de caixa e faturamentos.

A partir dessa análise, ele poderá desenvolver uma estratégia que mire seus principais objetivos: aumentar o valor patrimonial líquido da companhia e gerar lucro por meio das atividades operacionais.

Análise de mercado

O gestor financeiro ainda faz uma análise de mercado e sugere alterações que podem influenciar no desempenho da empresa. Ele pode atuar tanto em corretoras de valores e outras instituições financeiras, como no departamento financeiro de organizações. ​

Análise de transações

Outra atribuição do gestor financeiro é administrar as atividades corriqueiras do setor, como rotinas fiscais e contas a pagar e receber. Assim, ele poderá identificar formas de otimizar o orçamento e evitar despesas desnecessárias.

Controle financeiro

O controle financeiro é outro papel importante do gestor da área. Ele é responsável por atividades como:

  • relatórios de performance;
  • auditoria interna;
  • orçamento;
  • normas e procedimentos.

Tais atividades têm como objetivo minimizar os riscos financeiros e, ao mesmo tempo, certificar que os objetivos da companhia serão alcançados.

Tomada de decisões

O gestor financeiro ocupa um papel importante na tomada de decisões da empresa, que já apresenta à alta diretoria relatórios que identificam o desempenho da companhia como um todo. Por meio dos documentos apresentados, é possível, por exemplo, compreender a produtividade de cada setor, identificar as operações que geram maior custo e apontar quais ferramentas e equipamentos geram maior despesa.

Com isso, é possível estruturar uma estratégia para enxugar esses custos sem que isso afete a produtividade da empresa. A responsabilidade do gestor financeiro na empresa é enorme. O profissional deve levantar todos os custos da companhia e fazer uma análise detalhada do que gera maior resultado para a empresa.

Após essa avaliação, ele ainda deve identificar soluções para os processos onerosos da empresa, o que pode incluir ações como:

  • substituição de ferramentas e softwares;
  • terceirização de serviços;
  • encerramento de operações;
  • reestruturação de setores;
  • corte de gastos.

Portanto, pode-se afirmar que o gestor financeiro possui uma função essencial dentro da companhia, especialmente no que se refere à tomada de decisões. Por isso que, além do seu conhecimento técnico, deve contemplar competências de gestão e liderança, de modo a desempenhar seu cargo de forma inteligente e humanizada.

E você, compreendeu quais são as principais atribuições dessa profissão? Se identificou com as habilidades indispensáveis para qualquer gestor financeiro? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e mostre que você está preparado para os desafios da sua profissão!

Escreva um comentário