O mercado tem mudado em alta velocidade e, com isso, a demanda por profissionais cada vez mais capacitados é crescente. Para os líderes, surge um novo desafio: estar à frente de equipes de alta performance.

Quer saber como estar preparado? Leia este artigo com as melhores práticas de liderança empresarial!

Exerça uma liderança situacional

Um líder empresarial tem consciência de que existem momentos em que ele deve direcionar os esforços do trabalho e situações em que ele precisa somente suportar seus liderados a resolver os problemas de sua própria maneira.

Líderes centralizadores acabam por prejudicar o andamento das tarefas e inibem a criatividade dos seus colaboradores. Dessa forma, ele acaba minando os esforços de inovação e comprometendo a performance do seu time.

Faça reuniões frequentes para integrar a equipe

O alinhamento da equipe é muito importante. Todos devem saber, com transparência, o que está acontecendo na empresa e no projeto que estão envolvidos.

Por isso, faça reuniões frequentes com todos os funcionários, incluindo os terceirizados e colaboradores remotos, para um alinhamento estratégico. Esses encontros também contribuem para incentivar a integração da equipe, o que ajuda a estabelecer confiança e melhorar a produtividade.

Estabeleça relações de longo prazo com fornecedores

Quando existe confiança entre as partes, o trabalho flui com muito mais facilidade, por isso é muito importante estabelecer uma relação de longo prazo entre você e as empresas terceirizadas. Isso contribui para aumentar a taxa de sucesso dos seus projetos!

Se você já conhece com quem vai trabalhar é muito mais fácil envolvê-los em seu projeto desde os primeiros passos. Com seus parceiros participando inclusive do planejamento das atividades, ocorrerá naturalmente mais comprometimento com prazos e resultados.

Outro ponto muito importante ao lidar com funcionários terceirizados é o domínio dos termos do contrato de serviço. É vital para uma boa relação de trabalho deixar as regras claras previamente e registradas num contrato de nível de serviço. Desse modo, estarão previamente descritas as obrigações e direitos das duas partes envolvidas.

Aproxime-se da equipe

Muitos gestores têm o perfil de somente se lembrar dos funcionários quando acontece algo errado. Uma liderança precisa ter consciência do efeito positivo duradouro de uma reunião de feedback individual bem realizada.

Andy Grove — antigo CEO da Intel — já dizia que 90 minutos do seu tempo pode melhorar a qualidade do trabalho do seu funcionário por duas semanas ou por mais de 80 horas.

Isso também pode fazer a diferença na performance de sua equipe remota. Pode parecer contraditório, no entanto os que ficam mais distantes são os que mais demandam atenção. Portanto, procure realizar reuniões periódicas via internet.

Invista nas conversas por meio de vídeos, pois elas transmitem linguagem corporal, facilitando a derrubada de barreiras entre o gestor e seu funcionário.

Lembre-se de nunca cancelar uma reunião de feedback individual. Se você pedir, é muito provável que o colaborador aceite sem reclamar. No entanto, perdê-la pode comprometer a confiança entre gestor e o funcionário.

Agende uma reunião presencial pelo menos uma vez no ano

Essa dica é direcionada especialmente para os trabalhadores remotos. Por ficarem muito tempo longe do ambiente corporativo, essa modalidade de colaborador pode perder um pouco do seu senso de urgência e consequências.

Eles podem acabar não dando as devidas proporções para pequenos atrasos e furos nas datas prometidas, pois não presenciam diretamente as consequências do não cumprimento das tarefas conforme combinado.

As reuniões presenciais auxiliam a contagiar esses colaboradores, estabelecer relações de confiança no time, contribuindo para a integração da equipe e o aumento da performance.

O que achou das nossas dicas de liderança empresarial? Aproveite e nos acompanhe nas redes sociais para receber mais informações como essas. Estamos no Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, YouTube e Spotify!

Escreva um comentário