Os gastos com veículos são praticamente inevitáveis para qualquer empresa. Não importa se é um carro corporativo ou uma frota leve, os automóveis estão presentes no dia a dia organizacional e são responsáveis por uma série de tarefas.

No entanto, é completamente viável pensarmos em estratégias para reduzir o consumo mensal dos carros sem prejudicar a produtividade dos colaboradores.

Vamos ver algumas formas de fazer isso? Acompanhe o texto!

Prefira modelos flex para reduzir o gasto com combustível

Os modelos flex são uma opção inteligente para economizar na hora de pagar o combustível. Com um carro flex em mãos, você pode oscilar entre etanol e gasolina, sempre priorizando aquele que tem o melhor custo-benefício no momento.

Mas tem um detalhe: o etanol só é mais vantajoso se o preço for até 70% o preço da gasolina. Para fazer o cálculo, é simples: basta multiplicar o preço da gasolina por 0,7. Se o resultado for

Faça parceria com postos de gasolina

Uma estratégia interessante para a economia de combustível é a parceria com postos de gasolina. Ao dar a preferência do abastecimento para um estabelecimento, você ganha poder de barganha e pode negociar o valor que será pago. Como o consumo de gasolina e etanol tendem a ser elevados, qualquer centavo de desconto que você conseguir já é uma grande vantagem.

Mas atenção: não faça parceria com qualquer posto de gasolina. Pesquise os preços da cidade e anote todas as informações, assim você terá como argumentar para conseguir um desconto maior. Além disso, escolha um ponto estratégico — se o posto está localizado próximo da empresa ou dos destinos mais comuns dos colaboradores, já é uma grande vantagem.

Ofereça o vale-combustível para os colaboradores

O vale-combustível é uma opção para quem quer controlar os gastos e atribuir aos colaboradores a responsabilidade pelo consumo mensal de combustível. Como esse vale delimita o valor que será gasto dentro de um período de tempo, seu funcionário precisará pensar melhor sobre a maneira que usa os veículos da empresa.

Para colocar em prática a ideia do vale-combustível, você precisa tirar a média de gasto mensal dos colaboradores. Ao estabelecer o valor, basta fazer os vales e mostrar, expositivamente, que a política da empresa sofreu uma mudança e que o abastecimento deve se restringir ao montante disponível no vale-combustível.

Controle os gastos com combustível por motorista e por veículo

Várias coisas influenciam no consumo de combustível dos automóveis. Isso significa que cada motorista vai apresentar um desempenho diferente. Logo, é fundamental que você acompanhe os gastos individuais. Assim é possível identificar gargalos que indicam a necessidade de um treinamento.

Alguns dos fatores que influenciam diretamente no consumo médio de um automóvel são:

  • a utilização do ar condicionado;
  • o peso do veículo — nesse caso, é importante identificar se o funcionário está fazendo transporte de algo para a companhia ou se ele apenas carrega objetos pessoais dentro do carro;
  • a velocidade do veículo — quanto mais rápido o motorista andar, maior será o consumo por litro;
  • troca de marchas — trocar as marchas no momento correto é outro fator relevante quando consideramos o consumo médio de um automóvel.

Somado a isso, carros de mesmo modelo também podem apresentar consumos diferentes a depender de seu estado. Ou seja, não podemos apenas culpabilizar um motorista pelos gastos, é preciso mensurar, também, o quão produtivo está o veículo.

Alugue automóveis de acordo com suas necessidades

Ao fazer a compra de um automóvel, é comum que as empresas pensem nele como uma ferramenta útil para uma série de situações. O problema desse tipo de pensamento é que um carro voltado para transportar materiais tem, obviamente, um consumo de combustível muito maior do que um veículo mais simples.

Nesses casos, o aluguel diário e mensal de carros é uma opção saudável para a economia de sua empresa. O aluguel permite que a empresa adeque a frota de acordo com a necessidade, tanto em relação ao tipo de veículo quanto ao período que ele será utilizado. Assim, a empresa evita grande investimento com a compra de carros e todo o trabalho e custos que uma frota própria exige.

Dessa forma, o aluguel de automóveis, quando usado estrategicamente, é uma ótima ferramenta não só para poupar combustível, mas para reduzir custos de uma maneira geral.

Trace rotas alternativas para os motoristas

Quando falamos sobre o consumo de combustível dentro das cidades, o grande vilão é, sem dúvidas, o trânsito. Ao ficar preso em engarrafamentos ou parado nos semáforos o motorista perde muito da autonomia que o carro deveria ter.

Sabendo disso, você pode orientar os motoristas a utilizarem GPS. Para completar, monte um cronograma de tarefas que evite o trabalho externo nos horários de pico (início da manhã, período de almoço e final da tarde), além de uma rota que reduza, ao máximo, as distâncias de deslocamento.

Mantenha o carro calibrado, limpo, revisado e alinhado

O estado do carro influencia diretamente em seu desempenho. Quanto mais bem cuidado for o automóvel, maior será sua autonomia. Mantendo os carros sempre alinhados e com a revisão em dia, o consumo de combustível também é menor.

Contando com o aluguel diário ou mensal, sua empresa garante o uso somente de carros em excelentes condições com a manutenção preventiva em dia, realizada pela própria locadora.

Abasteça apenas em postos confiáveis

Sabe aquele ditado que diz que “o barato sai caro”? Ele é muito verdadeiro quando falamos de combustível. Mesmo que o preço esteja baixo, abastecer em postos de gasolina pouco confiáveis nunca é uma boa ideia.

A baixa qualidade do combustível faz com que o carro ande muito menos do que deveria e ainda faz com que o motor fique danificado.

Como deu para ver, nenhuma das dicas que apresentamos é difícil de ser seguida. Ao colocá-las em prática, sua empresa poderá reduzir gastos com combustível, aproveitando ao máximo a produtividade proporcionada pelo carro.

E para acompanhar mais sugestões como as deste texto, você pode se inscrever na nossa newsletter. Ao assiná-la, você receberá as novidades aqui do blog diretamente em seu e-mail!

Os gastos com veículos são praticamente inevitáveis para qualquer empresa. Não importa se é um carro corporativo ou uma frota leve, os automóveis estão presentes no dia a dia organizacional e são responsáveis por uma série de tarefas.

No entanto, é completamente viável pensarmos em estratégias para reduzir o consumo mensal dos carros sem prejudicar a produtividade dos colaboradores.

Vamos ver algumas formas de fazer isso? Acompanhe o texto!

Prefira modelos flex para reduzir o gasto com combustível

Os modelos flex são uma opção inteligente para economizar na hora de pagar o combustível. Com um carro flex em mãos, você pode oscilar entre etanol e gasolina, sempre priorizando aquele que tem o melhor custo-benefício no momento.

Mas tem um detalhe: o etanol só é mais vantajoso se o preço for até 70% o preço da gasolina. Para fazer o cálculo, é simples: basta multiplicar o preço da gasolina por 0,7. Se o resultado for

Faça parceria com postos de gasolina

Uma estratégia interessante para a economia de combustível é a parceria com postos de gasolina. Ao dar a preferência do abastecimento para um estabelecimento, você ganha poder de barganha e pode negociar o valor que será pago. Como o consumo de gasolina e etanol tendem a ser elevados, qualquer centavo de desconto que você conseguir já é uma grande vantagem.

Mas atenção: não faça parceria com qualquer posto de gasolina. Pesquise os preços da cidade e anote todas as informações, assim você terá como argumentar para conseguir um desconto maior. Além disso, escolha um ponto estratégico — se o posto está localizado próximo da empresa ou dos destinos mais comuns dos colaboradores, já é uma grande vantagem.

Ofereça o vale-combustível para os colaboradores

O vale-combustível é uma opção para quem quer controlar os gastos e atribuir aos colaboradores a responsabilidade pelo consumo mensal de combustível. Como esse vale delimita o valor que será gasto dentro de um período de tempo, seu funcionário precisará pensar melhor sobre a maneira que usa os veículos da empresa.

Para colocar em prática a ideia do vale-combustível, você precisa tirar a média de gasto mensal dos colaboradores. Ao estabelecer o valor, basta fazer os vales e mostrar, expositivamente, que a política da empresa sofreu uma mudança e que o abastecimento deve se restringir ao montante disponível no vale-combustível.

Controle os gastos com combustível por motorista e por veículo

Várias coisas influenciam no consumo de combustível dos automóveis. Isso significa que cada motorista vai apresentar um desempenho diferente. Logo, é fundamental que você acompanhe os gastos individuais. Assim é possível identificar gargalos que indicam a necessidade de um treinamento.

Alguns dos fatores que influenciam diretamente no consumo médio de um automóvel são:

  • a utilização do ar condicionado;
  • o peso do veículo — nesse caso, é importante identificar se o funcionário está fazendo transporte de algo para a companhia ou se ele apenas carrega objetos pessoais dentro do carro;
  • a velocidade do veículo — quanto mais rápido o motorista andar, maior será o consumo por litro;
  • troca de marchas — trocar as marchas no momento correto é outro fator relevante quando consideramos o consumo médio de um automóvel.

Somado a isso, carros de mesmo modelo também podem apresentar consumos diferentes a depender de seu estado. Ou seja, não podemos apenas culpabilizar um motorista pelos gastos, é preciso mensurar, também, o quão produtivo está o veículo.

Alugue automóveis de acordo com suas necessidades

Ao fazer a compra de um automóvel, é comum que as empresas pensem nele como uma ferramenta útil para uma série de situações. O problema desse tipo de pensamento é que um carro voltado para transportar materiais tem, obviamente, um consumo de combustível muito maior do que um veículo mais simples.

Nesses casos, o aluguel diário e mensal de carros é uma opção saudável para a economia de sua empresa. O aluguel permite que a empresa adeque a frota de acordo com a necessidade, tanto em relação ao tipo de veículo quanto ao período que ele será utilizado. Assim, a empresa evita grande investimento com a compra de carros e todo o trabalho e custos que uma frota própria exige.

Dessa forma, o aluguel de automóveis, quando usado estrategicamente, é uma ótima ferramenta não só para poupar combustível, mas para reduzir custos de uma maneira geral.

Trace rotas alternativas para os motoristas

Quando falamos sobre o consumo de combustível dentro das cidades, o grande vilão é, sem dúvidas, o trânsito. Ao ficar preso em engarrafamentos ou parado nos semáforos o motorista perde muito da autonomia que o carro deveria ter.

Sabendo disso, você pode orientar os motoristas a utilizarem GPS. Para completar, monte um cronograma de tarefas que evite o trabalho externo nos horários de pico (início da manhã, período de almoço e final da tarde), além de uma rota que reduza, ao máximo, as distâncias de deslocamento.

Mantenha o carro calibrado, limpo, revisado e alinhado

O estado do carro influencia diretamente em seu desempenho. Quanto mais bem cuidado for o automóvel, maior será sua autonomia. Mantendo os carros sempre alinhados e com a revisão em dia, o consumo de combustível também é menor.

Contando com o aluguel diário ou mensal, sua empresa garante o uso somente de carros em excelentes condições com a manutenção preventiva em dia, realizada pela própria locadora.

Abasteça apenas em postos confiáveis

Sabe aquele ditado que diz que “o barato sai caro”? Ele é muito verdadeiro quando falamos de combustível. Mesmo que o preço esteja baixo, abastecer em postos de gasolina pouco confiáveis nunca é uma boa ideia.

A baixa qualidade do combustível faz com que o carro ande muito menos do que deveria e ainda faz com que o motor fique danificado.

Como deu para ver, nenhuma das dicas que apresentamos é difícil de ser seguida. Ao colocá-las em prática, sua empresa poderá reduzir gastos com combustível, aproveitando ao máximo a produtividade proporcionada pelo carro.

E para acompanhar mais sugestões como as deste texto, você pode se inscrever na nossa newsletter. Ao assiná-la, você receberá as novidades aqui do blog diretamente em seu e-mail!

Escreva um comentário