O trabalho in loco é aquele que vai até o cliente ou até o fornecedor. Em tempos em que o mundo corporativo avança cada vez mais para o mercado online, atuar de forma presencial pode ser uma grande alternativa para se destacar e ser ouvido.

Uma indústria alimentícia, por exemplo, que precise de abatimento nos preços de um insumo, talvez tenha mais sucesso com abordagens frente a frente.

Afinal, será possível usar mais o poder de argumentação. Pelo telefone ou internet, uma requisição como essa poderia ficar meses sem uma resposta. É preciso bom senso para avaliar quais serviços ou ações merecem a atuação in loco.

Também são essenciais boas condições de custos para que a estratégia não traga prejuízos. Ficou interessado? Quer saber mais? Então veja neste post como oferecer e adquirir mercadorias e serviços pessoalmente pode ajudar a melhorar o desempenho. Confira!

Entenda o que é o trabalho in loco

Com origem no latim, a expressão “in loco” tem o mesmo significado do que o termo “no lugar” ou “no próprio local”. A internet trouxe muitas recompensas para as empresas, mas há um lado negativo de se trabalhar virtualmente.

Acontece que, na rede mundial, a quantidade de fornecedores e de compradores é infinita. Fica complicado chamar a atenção — de consumidores ou das empresas abastecedoras — em meio a um mar de adversários comerciais dispersos na esfera digital.

Ninguém está dizendo para você deixar de lado as questões digitais. O que estamos falando é de se investir mais no contato presencial quando o cliente ou uma transação comercial forem importantes para o sucesso do negócio.

Conheça os tipos de serviços in loco

Muitas companhias vêm investindo no trabalho in loco para mostrar serviços diferenciados. A Bayer, por exemplo, faz um acompanhamento customizado para produtores rurais como uma ferramenta de pós-venda.

Ela leva até as áreas de cultivo orientações de agroespecialistas. Assim, mais de 70 consultores prestam informações científicas in loco sobre como lidar com determinados tipos de cultura.

Já a Líder Aviação vem oferecendo manutenção técnica in loco para donos das aeronaves Bombardier dos modelos Challenger e Global. Esses consertos são levados até os aviões conforme a necessidade do cliente.

A ideia é tirar das costas dos empresários a preocupação em transportar suas aeronaves até hangares mecânicos para serviços rápidos ou corriqueiros. São situações que requerem intervenções cotidianas como a calibragem dos pneus, a verificação do oxigênio ou até a troca de baterias.

Dessa forma, dois profissionais são deslocados para o endereço apontado pelo cliente: um mecânico e um inspetor. Isso acontece para que os padrões de prevenção a acidentes sejam respeitados sem afetar a agenda atribulada dos empresários.

A fornecedora acaba ganhando bem mais do que a satisfação de seu público: ela vem obtendo vantagens logísticas estratégicas, uma vez que é bastante custoso transportar aeronaves para fazer pequenos ajustes.

Pequenos Negócios

E não são apenas os grandes negócios que estão regressando para o trabalho in loco. Salões de beleza, por exemplo, estão prestando os serviços presenciais para disputar novos mercados. Assim, é possível deslocar profissionais para procedimentos estéticos mais simples, como aparar a sobrancelha, fazer as unhas ou cortar os cabelos.

Mas há muitas outras opções nesse tipo de atuação comercial: impermeabilização de telhados, limpeza em empresas terceirizadas, serviços de manutenção na área de informática etc.

Veja quais são as vantagens dessa modalidade de trabalho

Quem trabalha com vendas ou compras inevitavelmente participará de inúmeros processos de negociação. Nesse contexto, o contato presencial traz alguns benefícios. A atenção do interlocutor é maior. Afinal, ele ou ela reservarão espaço em suas agendas especialmente para atendê-lo.

Assim, você já tem a certeza de que pelo menos será ouvido, mesmo que não consiga aquilo que quer.

Afora isso, o trabalho in loco permite que um vendedor, ou mesmo um comprador, use suas habilidades de comunicação não verbal: a postura corporal, os olhos nos olhos, a expressão facial etc.

Muitas empresas pensam que só porque têm dificuldades para controlar os custos com deslocamento não podem fazer o trabalho in loco. Isso não é verdade, já que é possível locar a estrutura necessária, como os veículos, de forma customizada à realidade de cada organização.

Os trajetos também podem ser otimizados. Imagine que precise visitar quatro fornecedores na zona leste de São Paulo, por exemplo. Você pode agendar todos eles para o mesmo dia a fim de economizar com as viagens.

Saiba como pôr o trabalho in loco em prática

Em tempos de inconstância do mercado, como na atualidade, o trabalho in loco precisa contar com um planejamento de alto nível para não acarretar perdas financeiras. Por causa disso, alguns cuidados devem ser tomados antes de partir para reuniões presenciais mais frequentes. Veja algumas dicas!

Prepare sua equipe

Quando se visita uma empresa, seja para comprar ou seja para vender, os cuidados com a cortesia e a boa educação devem ser redobrados. Desse modo, assegure uma forma de sempre chegar pontualmente.

Além disso, os gastos têm que valer a pena. Independentemente da sua intenção, que pode ser um desconto em um lote de insumos ou até mesmo conseguir fechar um contrato com uma grande rede varejista, é crucial enviar os profissionais certos.

Por isso, devem participar do trabalho in loco equipes de alta performance, experientes naquilo que será negociado. Lembre-se de ouvir com paciência, sem interromper ninguém, e também de estar muito bem preparado sobre o tema que será discutido.

Visite os clientes ou fornecedores relevantes

Direcione o trabalho in loco para clientes ou fornecedores especiais, que realmente possam trazer benefícios significativos para o negócio. Em outras palavras, as visitas têm que ser feitas com critério, com estratégia comercial.

Bons fornecedores, que entregam material de qualidade a preços abaixo do mercado, por exemplo, podem ser um excelente público-alvo. Por essa razão, não adianta sair pelas ruas a esmo. Do contrário, as despesas com combustível, alimentação e até mesmo com hospedagem podem tornar essa tática financeiramente inócua.

Aposte no aluguel de veículos

Muitas companhias passam por apertos nos últimos tempos e operam com equipes reduzidas. Mesmo assim, é possível apostar no trabalho in loco sem fazer nenhuma loucura em termos de custos.

Uma saída para ter mobilidade de alto nível, conforto, segurança e preço justo é o aluguel de carros. As melhores empresas do ramo, como a Localiza Hertz, contam com agências de distribuição nas principais cidades brasileiras. Assim, a acesso da equipe a esses veículos é bastante facilitado.

Ou seja, o cliente pode pegar e devolver um carro quando e onde quiser.

Outro benefício é o alívio nas despesas com a depreciação dos automóveis próprios, que todo mundo sabe que é bastante veloz, e com a manutenção da frota. Isso porque, ao alugar os veículos, essa responsabilidade não fica mais com a sua companhia, e sim com a fornecedora.

Mais um incentivo é que existem pacotes diferenciados de adesão, de modo que você consegue escolher um que combine melhor com as suas atividades. Acompanhe!

Aluguel diário

Nessa modalidade, você fica com um carro alugado por dia. É indicada para todo tipo de viagem, sejam elas pontuais, semanais ou para atender situações específicas, como quando um carro corporativo quebra ou para reuniões que aconteçam de forma esporádica.

Aluguel mensal

O aluguel mensal de veículos é indicado para empresas com demandas sazonais, mas razoavelmente extensas. Também é uma forma de testar o serviço antes de decidir por um contrato mais longo.

Terceirização da frota

A terceirização da frota é mais uma opção. Se essa for a sua escolha, procure por provedores que ofereçam dicas de utilização. As melhores empresas desse segmento realizam uma espécie de consultoria para você escolher os modelos de automóveis mais pertinentes ao tipo de serviço que será executado.

Como você pôde notar, o trabalho in loco pode trazer vantagens estratégicas em suas transações. Com ele, é possível aumentar a produtividade e ser mais incisivo nas abordagens de seu interesse.

Se isso for feito com a ajuda do aluguel de carros, você obtém mobilidade, segurança, conforto e bom custo-benefício, ingredientes indispensáveis para o êxito em negociações presenciais. Quer saber mais sobre o assunto? Então leia este artigo: “Carro para empresa: o que você precisa saber antes de ter”!

Escreva um comentário